- L -

Lambaio - s. m. Bajulador, adulador. O vocábulo deve se prender ao verbo lamber, derivado de lambere, lamber, lavar, com representação nas línguas românicas.

Lampião - s. m. Nome próprio do famoso cangaceiro do Nordeste do Brasil, Virgolino Ferreira da Silva, nascido na paróquia de Floresta do Navio, em Pernambuco, a 4 de junho de 1898, e morto numa gruta da Fazenda Angicos, Porto da Folha, em Sergipe, na madrugada de 28 de julho de 1938, abatido com um tiro de fuzil na cabeça, pelo soldado Antônio Honorato da Silva, do destacamento da Polícia Militar de Alagoas, comandado pelo Capitão João Bezerra da Silva. Sua companheira e amásia, Maria Bonita, caiu ao seu lado e mais nove companheiros, degolados para comprovação de que a horda tinha sido extinta. Vaqueiro destemido, amansador de cavalos e burros bravios, fazia obras de couro caprichadas, tocava animadamente a sanfona de oito baixos. Em 1926, já era famoso, celebrado, conhecido e com uma patente de capitão, dada pelo Padre Cícero, do Juazeiro, datada do "Quartel General das Forças Legais, 12 de abril". Do Ceará à Bahia, foi o mais temível chefe de cangaceiros de todos os tempos sertanejos. Estrategista nato, incomparável conhecedor da topografia regional, enfrentou a Polícia Militar de sete Estados, em mais de cem encontros mortíferos.

Lemba - s. m. Corruptela do daomeano Elegba, o mesmo que Elegbará, um dos designativos de deus nagô Exu. Os jejes (negros do Daomé) foram quase absorvidos pelos nagôs, especialmente no domínio religioso e social na Bahia. Um dos orixás jejes que resistiu e deixa ainda ser visível é Legba, Elegbará, o senhor Leba, o homem das encruzilhadas, e alguns vestígios do culto ofídico, a veneração à serpente, base litúrgica do Vodu nas Antilhas são encontrados, embora em condições apenas perceptíveis.

Liberto -

Licuri - s. m. Palmeira silvestre que possui pequenos cocos. (Cocos coconata, Mart.) Teodoro Sampaio diz ser a planta comuníssima, nas regiões secas do norte do Brasil, mas com a denominaçào mais freqüente de ouricury, que ele deriva de airi-curii, o cacho amiudado, e dá as variantes uricuri, aricuri, licuri, nicury, iriricury e mucury. Em 1587, quando escreveu o Tratado Descritivo do Brasil, Gabriel Soares de Souza já fazia o apanágio dos ouricuris: - "As principais palmeiras bravas da Bahia são as que chamam ururucuri, que não são muito altas, e dão uns cachos de cocos muito miúdos do tamanho e cor dos abricoques por ser brando e de sofrível sabor; e quebrando-lhe o caroço, d'onde se lhe tira um miolo como das avelãs, que é alvo e tenro e muito saboroso, os quais coquinhos são mui estimados de todos."

Loiá - Contração de lá oiá, corruptela de lá olhar.

Luanda - s. f. Nome de uma cidade africana e capital de Angola. Uma das principais cidades de onde partiam os navios negreiros com destino ao Brasil. Anteriormente, o nome da capital era somente São Paulo da Assunção, dado pelos portugueses. Mais tarde, substituíram da Assunção por de Luanda, ficando São Paulo de Luanda, ou simplesmente Luanda, como é mais conhecida em nossos dias. Luanda, segundo Cannecattin, quer dizer tributo.


Voltar ao
índice

©  Copyright Capoeira do Brasil. Todos os direitos reservados.